Doutor Morte - O assassino em série com maior número de vítimas da Inglaterra

Harold Shipman
Imagem do Harold Shipman, também conheçido como - doutor morte

Por trás dos óculos que lhe davam um aspecto  respeitável, se escondiam o lado frio e tenebroso de uma das maiores mente assassina do mundo. Harold Shipman, um dos maiores assassinos em série da história,será sempre uma interrogação em relação aos crimes cometidos.  




Doutor Morte, foi um médico e assassino em série britânico, suspeito de matar 215 pacientes. Os motivos para justificar os assassinatos são desconhecidos até os dias atuais.Ele mesmo se encarregava de emitir os atestados de óbito.Foi julgado e pegou a sentença de 15 prisões perpétua, mais quatro anos após ser presso, fez uma corda improvisada e se enforcou na janela de sua cela.

 

O vício em analgésicos

Harold Shipman (Doutor Morte), nasceu em Nottingham no dia 14 de Janeiro de 1946. Era um aluno muito dedicado. Sua mãe morreu de câncer pulmonar, quando Shipman tinha 17 anos.Conseguiu entrar para a universidade de Leed em 1965, onde conheceu e  se casou com Primrose Oxtoby aos 20 anos de idade
Após se formar, em 1970, tornou-se residente em uma enfermaria em Yorkshire.
Shipman havia se tornado um viciado em analgésicos e estava falsificando receitas para alimentar o vício, pôde voltar a trabalhar pouco tempo depois após procurou tratamento, levando apenas uma pequena multa.
Em 1977 tornou-se clinico geral,e em 1993 abriu seu próprio consultório.

 

Primeiras Suspeitas

O alto índice de mortalidade dos pacientes de Shipman começava a chamar atenção. A última delas foi Kathleen Grundy,um senhora de 81 anos encontrada morta em sua casa no dia 24 de junho de 1998. A última pessoa a vê-la viva era o Dr. Shipman, que depois assinou seu atestado de óbito.Um pouco após a sua morte, um escritório de advocacia entrou em contato com Angela Woodruff, a filha de Kathleen. Ela desconfiou, pois era advogada e cuidava dos negócios de sua mãe.O testamento deixava tudo para Shipman. Angela tinha certeza que o documento era falso, reuniu provas e a polícia teve que exumar o corpo, este com traços de morfina.Com essa evidência, Shipman foi finalmente preso em 07 de setembro de 1998, uma máquina de escrever foi encontrada no escritório de Shipman, esta utilizada para fazer o testamento e ele foi acusado de falsificação e pelo assassinato da Sra. Grundy.

 

Aprofundando as investigações

A polícia começou a examinar outras mortes certificadas por Shipman e desenvolveu uma lista de 15 mortes para investigar. Nos 15 casos, houve uma overdose de morfina. Os certificados desses 15 pacientes, tinham sido assinados por Shipman, ele explicou que os pacientes estavam em um "mal estado de saúde".

 

Julgamento e Prisão

Shipman foi condenado em 31 de janeiro de 2000 por ter assassinado 15 de seus pacientes, que mataram com injeções letais de morfina.O juiz o condenou a 15 prisões perpétuas consecutivas.
Em fevereiro de 2002 , Harold Shipman foi expulso do Registro Nacional de Médicos britânicos .
Poderiam ter sido levados a julgamento muitos outros casos, concluiu-se que seria difícil conseguir um julgamento justo, dada a enorme publicidade que teve o julgamento original. Caso contrário, coloca-lo a julgamento seria desnecessário, enquanto as sentenças existentes. A investigação sobre Shipman concluiu que o médico teria matado cerca de 250 pessoas.
 Um jardim em memória das vítimas de Shipman, chamada de Garden of Tranquility foi inaugurado em Hyde Park em 30 de julho de 2005.

 

Suicídio

Havia um outro estudo em 2005 sobre o suicídio de Shipman. Concluiu-se que o suicídio não poderia ter sido previsto ou evitado, mas que os procedimentos devem no entanto ser retestados.
As razões do suicídio nunca foram esclareçidas, acredita-se que o motivo de Shipman ter se suicidado, foi para que sua esposa pudesse receber uma pensão do Serviço Nacional de Saúde. Se Shipman tivesse 60 anos ou mais,  a sua esposa não receberia nada.

Algumas pessoas dizem que os assassinatos dirigidos a mulheres mais velhas, foram porque Shipman tinha sofrido muito com a morte dolorosa de sua mãe que morreu quando ele era jovem, enquanto outros disseram que era um desejo arrogante de controlar a vida e a morte.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas